Conhecimento Anticorrupção

Uma parte fundamental da estratégia da Transparência Internacional (TI) em sua chegada ao Brasil é a criação de um Centro de Conhecimento Anticorrupção no país. A Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas (Direito Rio) é a primeira parceira desta iniciativa no Brasil, colaborando desde a etapa de concepção do projeto. O acordo de cooperação foi firmado no dia 30 de junho de 2016, na sede da FGV, no Rio de Janeiro.

O enfoque desse hub de conhecimento é o chamado “Sul Global”, expandindo seu engajamento com outras comunidades e auxiliando na compreensão das questões específicas da corrupção no mundo em desenvolvimento. A proposta é que esse Centro sirva como um importante vetor para a produção, sistematização e partilha de conhecimentos anticorrupção entre os países do Sul Global.

A TI atua há 20 anos contra a corrupção e está presente em mais de 100 países. Ao longo desses anos, acumulou um vasto estoque de conhecimento sobre a corrupção e as suas soluções. Por meio de pesquisas e vivência prática, a organização desenvolveu um amplo portfólio de publicações, bases de dados, índices, metodologias, métodos de treinamento e até mesmo um serviço de assistência para ativistas e profissionais. Este conhecimento combinado com a sua extensa rede de especialistas levou a TI a ser reconhecida como um dos principais think tanks na área de transparência.